Connect with us

Veneza Brasileira: Conheça as Maravilhas de Recife

Veneza Brasileira

Turismo

Veneza Brasileira: Conheça as Maravilhas de Recife

Veneza Brasileira: Conheça as Maravilhas de Recife

Veneza é a internacionalmente conhecida cidade italiana famosa por suas pontes que cruzam a extensão da cidade. Erguida praticamente sobre as águas, Veneza possui canais que cortam a região de ponta a ponta. Por isso, o deslocamento de habitantes e turistas se dá constantemente através do transporte aquático. Mas sabia que existe a Veneza Brasileira?

Os mais famosos são as gôndolas, embarcações muito peculiares que são o símbolo mais característico da cidade. Além disso, as mesmas estão associadas intensamente ao romantismo local característico. Assim, o passeio de gôndola é o tour preferido dos turistas e visitantes que vão até Veneza.

Porém, Veneza não é o único local no mundo que desfruta de passeios de barco dentro dos limites urbanos. Da mesma forma, não está sozinha entre as cidades que ostentam uma paisagem onde passado e o presente se cruzam. Afinal, bem aqui perto temos a nossa Veneza brasileira num cantinho mais que aconchegante do nosso amado país.

O apelido de “Veneza brasileira” foi concedido à Recife, cidade do nordeste brasileiro. Porém, este não foi um apelido conquistado à toa. Afinal, tal qual a Veneza europeia, Recife abriga canais e rios que entrelaçam a cidade, permitindo o deslocamento pelas águas. Além disso, somam-se aí o igualmente rico patrimônio histórico que remete à época colonial.

A capital pernambucana tem uma paisagem de tirar o fôlego que pode ser contemplada da terra e das águas. Para isso, há passeios que são oferecidos para os visitantes e turistas poderem desfrutar das belezas naturais de Recife. Sendo assim, o Recife ostenta de forma muito justa o apelido de “Veneza Brasileira”.

A maior parte dos brasileiros costuma se encantar muito pelas paisagens dos países no exterior. Porém, esquecem que nosso país continental esconde belezas tanto quanto ou ainda mais lindas que as de lá de fora. Recife é uma destas belezas, que possui encantos inimagináveis para quem ainda ousou conhecer.

 

Onde fica a Veneza brasileira

Veneza Brasileira

Recife é a capital e maior cidade do estado de Pernambuco, localizado na região nordeste do Brasil. Possui cerca de 3.8 milhões de habitantes, sendo a quinta maior capital do Brasil. No mapa, Recife está entre as cidades Olinda e Jaboatão dos Guararapes, ficando a 10 km e 16 km destes respectivamente.

Além destas referências geográficas, a cidade de Recife é acesso também a outros destinos paradisíacos. O arquipélago de Fernando de Noronha e a badalada Porto de Galinhas ficam a alguns quilômetros da capital pernambucana. Assim, não é à toa que Recife possua um intenso movimento turístico.

Apesar do auge do movimento ser durante o verão, ao longo de todo o ano a Veneza Brasileira recebe turistas. Afinal, além das praias, os viajantes também buscam visitar e conhecer o patrimônio histórico local. Com isso, temos um impulsionamento intenso do turismo e dos negócios em geral na região.

A cidade possui sua porção mais moderna, com prédios altos e toda infraestrutura e tecnologia urbanas. Porém, divide espaço com o chamado Recife Antigo, porção que abriga as memórias do passado na cidade. Sendo, sem dúvidas, um ponto de parada obrigatório para o viajante que chega à cidade.

Os casarões coloniais da “Veneza brasileira” dão um ar de refinamento tal qual os casarões renascentistas à Veneza italiana. Além destes, há diversos museus, praças e inúmeras ruas históricas que contam o passado da formação da cidade. Caminhar pela cidade é quase uma aula de história do Brasil.

Apenas um dia não é suficiente para se conhecer toda a riqueza histórica e natural de Recife. Por isso, antes de visitar programe-se para poder aproveitar o melhor de tudo na capital de Pernambuco, a Veneza brasileira. A cidade, em termos de encanto, não fica devendo nada à xará europeia.

Por que Recife é considerada a Veneza Brasileira

 

Recife recebeu o apelido de “Veneza brasileira” do escritor de origem francesa Albert Camus. O mesmo conheceu a cidade em 1949 numa visita ao nordeste brasileiro, chamando-a também de “Florença dos Trópicos”. A paisagem da cidade foi quem inspirou o escritor a apelidá-la de tal forma.

Cortada pelo mar e também por rios, sendo Capibaribe e Beberibe os de maior destaque, a cidade é repleta de canais. Assim, a população e também os turistas e visitantes se deslocam por meio de canais, tal qual ocorre na Veneza europeia. Esses passeios são o ponto alto do tour feito pela cidade nos programas para turistas.

Com isso, se pode apreciar a bela vista de Recife, tanto por terra quanto em água. São no total oito pontes interligando a cidade através dos canais que a cruzam de ponta a ponta. Estas pontes fazem parte da história da cidade, tendo sido progressivamente modernizadas ao longo do tempo.

De colonização holandesa, a cidade guarda expressões da referida cultura em sua arquitetura e também em algumas tradições. Além da cultura edificada há as famosas praias que criam cenários paradisíacos com atrações irresistíveis. E neste quesito podemos dizer que a Veneza brasileira ganha de sua concorrente, conheça as melhores praias para se aproveitar em Recife:

  • Praia de Boa Viagem;
  • Praia do Pina;
  • Praia de Olinda;
  • Praia de Ipojuca;
  • Praia de Tamandaré;
  • Praia de Itamaracá;

Além das praias, confira também pontos que não podem faltar na programação da sua viagem:

  • Recife antigo (parte histórica da cidade);
  • Instituto Ricardo Brennand;
  • Oficina de cerâmica Francisco Brennand;
  • Praça Marco Zero;
  • Museu Cais do Sertão;
  • Embaixada dos Bonecos Gigantes;
  • Centro de Artesanato de Pernambuco;
  • Museu do Frevo.

As pontes da Veneza Brasileira

Mas já que são as pontes as grandes responsáveis pelo apelido de Recife como “Veneza Brasileira” vamos falar sobre elas. A primeira delas foi a hoje chamada Ponte Maurício de Nassau, inicialmente apenas Ponte do Recife. No início era feita de madeira e foi tendo seu material substituído com o passar do tempo.

Além dela, vale lembrar da desativada ponte giratória da antiga Recife. A mesma possuía um mecanismo giratório especial que lhe permitia abrir passagem para as embarcações liberando a navegação no rio. Atualmente restam apenas as evidências da fundação da mesma tendo sido construída uma outra em seu lugar, a Ponte 12 de setembro.

Foi um projeto audacioso para a época que infelizmente não se manteve com o passar do tempo. A diminuição do fluxo de embarcações bem como a degradação de suas engrenagens a levaram a ser desativada. Contudo, caso se mantivesse em funcionamento seria um projeto arquitetônico de destaque para as Américas.

Hoje, as pontes representam mais que simplesmente o elo entre as diversas partes da cidade, elas são símbolos locais. Cada uma guarda sua própria importância e revela um momento específico vivido pela população no decorrer do desenvolvimento da cidade. Afinal, foi no movimento de expansão que se tornou necessária a criação destes elos.

Apesar de todas usufruírem da necessária tecnologia e modernismo em termos de funcionalidades algumas carregam as marcas do passado. Assim, pode cada uma contar um pedaço da história do Recife. Seus contornos formam, juntamente com os desenhos dos casarões, o design histórico tão característico da cidade.

 

Visite a Veneza Brasileira

Os brasileiros precisam conhecer e se apropriarem de sua história e seu território. É muito comum que o desejo de viagem do brasileiro esteja sempre voltado para o exterior. Afinal, os países estrangeiros são sempre mostrados como de uma beleza e cultura inigualáveis. Porém, é dentro do nosso próprio território que podemos encontrar as maiores belezas já vistas.

De norte a sul o Brasil se iguala, ou supera, qualquer país europeu quando o assunto é beleza natural e cultura. Sendo assim, devemos buscar conhecer antes nossas raízes, conhecer nossa própria terra, que tem tanto a nos oferecer. Culinária, tradição, música, dança, povos, arte, são uma força na nossa nação.

O Brasil é um país de extensão continental, abriga ecossistemas únicos e uma miscelânia cultural inigualável. Não é à toa que há comparativos de várias localidades no país com locais no exterior. Temos aqui Campos do Jordão como Suíça brasileira, Maceió como o Caribe brasileiro e Recife, como a Veneza brasileira.

Por isso, o convite é para que você conheça o Brasil, o seu, o nosso Brasil. Repense o seu próximo programa de viagem e desbrave o seu território. O Nordeste é, sem dúvida, um dos destinos mais buscados quando o assunto são férias e diversão. Portanto, agora que você conheceu os atrativos da nossa Veneza brasileira, que tal agendar o passeio?

Passeie de barco sob as pontes mais representativas da história da cidade. Conheça seus canais e as lendas de seus rios. Admire cada pôr-do-sol sob o horizonte contemplando os casarões de arquitetura colonial em meio à cidade antiga. Visite as praias fantásticas de águas límpidas e areias alvas.

O Recife te espera de braços abertos para marcar em sua memória a história de um pedaço do seu país. Afinal, cada canto visitado narra a formação do nosso povo e da nossa cultura, e assim, nos traz sensação de pertencimento. E pertencer nada mais é do que se sentir parte de um todo.

E é apenas assim que podemos desenvolver o apreço e orgulho pelo que é nosso. Nos permitindo conhecer a nossa própria história, antes de pensar em assimilar qualquer outra.

 

Continue Reading
Faça seu comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Turismo

To Top