Connect with us

Vaquejada de Surubim [DATAS ATUALIZADAS]

Vaquejada de Surubim

Shows

Vaquejada de Surubim [DATAS ATUALIZADAS]

Vaquejada de Surubim [DATAS ATUALIZADAS]

Se você quer saber mais sobre a Vaquejada de Surubim  continue a leitura desse texto.

A Vaquejada de Surubim é um famoso evento que acontece no interior do Pernambuco. Surubim é conhecida como a capital da Vaquejada por sediar o mais antigo e tradicional festival de Vaquejada do mundo, a comunidade celebra na terceira semana  de setembro a Festa do Gado, que atrai mais de 100 mil visitantes.

A cidade também foi imortalizada nos versos da música do Quinteto Violado e da dupla de forró Sirano e Sirino.  Além da famosa Vaquejada, a cidade também é famosa pelo seu carnaval, quando a cidade recebe mais de 100.000 visitantes.

A cidade leva o nome em homenagem ao touro surubim que foi atacado e devorado por uma onça nos terrenos da fazenda Lourenço Ramos de onde nasceu o município. Surubim também é conhecido por seus filhos famosos, um deles é Abelardo Barbosa (Chacrinha, o antigo guerreiro), grande locutor de rádio e o maior nome da televisão brasileira.

 

O que é a Vaquejada de Surubim

Surubim é a capital da Vaquejada, a cidade de Surubim surgiu de uma fazenda de gado e seu nome foi dado em homenagem ao boi Surubim, que foi atacado e devorado por oca, como já falamos mais acima.

O evento é muito popular na cidade, sendo considerado um dos seus maiores aventos. Pois atrai milhares de participantes todos os anos.

Após o hiato causado pela Pandemia, a Vaquejada voltou a acontecer em 2022, voltando a trazer a alegria que o festival sempre trouxe aos seus participantes.

Vamos analisar aqui algumas das edições anteriores do Vaquejada, que já conta com diversos anos de história e hoje em dia é uma das tradições de Surubim.

A festa já conta com mais de 80 anos de tradição sendo um importante evento do interior de Pernambuco e atraindo um grande público para a região.

Vaquejada de Surubim

Marcada por grande polêmicas em torno de sua regularização, a Vaquejada de Surubim, apesar de tudo, é um evento de tradição e contribui muito para a cultura e economia do município.

Vale lembrar que algumas das edições da Vaquejada de Surubim ocorreram em meio à polêmica da promulgação da PEC da Vaquejada, que regulamenta a prática. Em sessão solene no dia 6 de junho de 2017, por exemplo, o Congresso Nacional publicou uma Emenda Constitucional 96, que contestava o caráter de crueldade dentro da manifestação cultural.

No ano anterior (2016), o Supremo Tribunal Federal chegou a considerar as festas de vaquejadas inconstitucionais, alegando que a atividade impõe sofrimento aos animais.

Após intensas e várias discussões na Câmara, o caso seguiu para o Senado. Na ocasião, a PEC proposta pelo senador Otto Alencar (PSD-BA) foi aprovada pelo Plenário da Câmara dos Deputados no final de maio, colocando em risco as futuras edições da Vaquejada.

Essa seria uma grande perda para o evento em si e para o município de Surubim que na época da Vaquejada recebe turistas de diversas regiões do país. Porém, não foi o que aconteceu e a Vaquejada contou com mais algumas edições antes de ser obrigada a entrar em uma pausa nos anos de 2020 e 2021.

 

Vaquejada Surubim 2022

Após dois anos de hiato, por motivos da pandemia, a Vaquejada de Surubim retornou em 2022 e o evento aconteceu recentemente, nos dias 16 a 18 de setembro em sua 83ª edição.

A Vaquejada estava sendo muito aguardada exatamente pela pausa que o evento foi obrigado a fazer nos anos anteriores, sendo assim, a edição de 2022 teve um gosto de satisfação a mais, tanto para os produtores do evento, quanto para o público e os artistas que se apresentaram.

A Vaquejada de Surubim é reconhecida como a maior vaquejada do país e a programação, que começou nesta sexta-feira dia 16 de setembro, seguiu até madrugada do domingo 18 do mesmo mês.

O evento contou com os shows dos maiores nomes do forró e piseiro, dois estilos que são bem populares na região.

 

Entre os artistas estavam Wesley Safadão, a banda Limão com Mel, Rai Saia Rodada, João Gomes e Tarcísio do Acordeon.

A programação da edição de 2022 do evento ficou assim:

 

Sexta-feira, dia 16 de setembro:

João Gomes

Tarcisio do Acordeon

Vitor Fernandes

Limão com Mel

 

Sábado, dia 17 de setembro:

Wesley Safadão

Raí Saia Rodada

Taty Girl

Eric Land

 

As apresentações estavam previstas para começar na sexta às 22h da noite e seguiram até a madrugada do domingo, como já falamos mais acima.

Para comprar os ingressos os interessados poderiam ir até as lojas da Esposende e Vitabrasilnet ou online através da Bilheteria digital.

As entradas custaram R$ 40 (arena meia-entrada sexta ou sábado), R$ 50 e a doação de 1kg de alimento não perecível (arena social sexta ou sábado), R$ 80 (arena inteira sexta ou sábado), R$ 80 (arena meia-entrada sexta ou sábado), R$ 90 e a doação de 1kg de alimento não perecível (frontstage social sexta ou sábado) e R$ 160 (frontstage inteira sexta ou sábado).

 

Vaquejada de Surubim 2023

Apesar de não haver uma data confirmada, já se pode considerar que a Vaquejada de Surubim tem uma edição garantida para o ano de 2023.

O tradicional evento acontece todos os anos, sendo assim, os interessados podem contar com a próxima edição em 2023 que deve acontecer no mês de setembro também.

 

Vale a pena acompanhar os perfis do evento nas redes sociais para ficar por dentro das futuras datas e atrações da edição do ano que vem.

Como a Vaquejada de Surubim é um evento de grandes proporções, e atrai um grande número de participantes, ficar ciente das datas futuras do evento pode te ajudar a melhor se programar para que você possa aproveitar a edição do ano que vem.

 

O que é a Vaquejada

 

A vaquejada é um patrimônio cultural imaterial é uma manifestação da cultura nacional originária do nordeste brasileiro e atualmente é uma prática difundida em diferentes regiões, tradições de práticas e instituições voltadas ao bem-estar animal. Esses problemas levaram a mudanças na legislação sobre o assunto.

A tradição apareceu no Nordeste, no século 19. Essa época é marcada pela falta de limites nas propriedades que  não eram demarcadas por cerca e permitiam os animais ficarem soltos nos pastos .

Isso fazia com que os bois tivessem que ser marcados a ferro e, em seguida, soltos na mata para  pastagem. Nesse mesmo periodo, ao abatê-lo depois dos meses da soltura dos animais, diversos peões eram contratados para reunir toda a boiada novamente.

Assim, os peões entravam na mata densa em busca dos animais e era comum ter que amarrá-los para trazê-los de volta à propriedade para procurar animais que fossem atração do público.

Na vaquejada como esporte, por ser um formato com regras e até prêmios, os vaqueiros têm o direito de correr atrás três bois que são puxados pelo rabo na saída dos currais para que o animal saia em disparada.

O evento funciona asism: cada vaqueiro a cavalo fica de um lado do boi e deve ser capaz de laçar e derrubá-lo dentro de 10 metros de onde a comissão julgadora está localizada. Ganhe pontos. Por exemplo, com as reformas legislativas da Vaquejada, tornou-se obrigatório ter veterinários, equipamentos e medicamentos adequados para os animais.

Além disso, é necessária a presença de um juiz de bem-estar animal para avaliar o cuidado com o boi, e é proibido o uso de chicotes ou outros objetos que possam prejudicar o animal. Os animais são abatidos. Segundo a Associação Brasileira de Vaquejada (Abvaq), as vaquejadas geram cerca de R $600 milhões por ano e geram cerca de 700 mil empregos no país.

Qual a diferença entre Vaquejada e Rodeio?

Os dois esportes acabam sendo similares de muitas maneiras, mas no final são duas práticas diferentes. Sendo que tanto as vaquejadas como os rodeios fazem parte da cultura principalmente nos estados e regiões em que a criação de gado é muito forte.

Porém, o rodeio, o peão tem um tempo mínimo no qual deve permanecer por mais tempo em cima do animal, sendo a montaria o principal atrativo do esporte.

Já na vaquejada, o objetivo é de certa forma o contrário. Sendo assim, o objetivo é que os vaqueiros (ou peões) derrubem o boi no local demarcado. Portanto, o objetivo das atividades são diferentes.

Entre as similaridade de ambos os eventos,  podemos citar, além de todo o ambiente,as vestimenta dos peões são semelhantes e recomenda-se o uso da botas de cowboy tanto por ser uma questão de estilo e de identificação participantes, como também para a  para proteção do peão durante a montaria ou vaquejada.

Vale lembrar que apesar de polêmico essas práticas têm muito apelo nas regiões em que acontecem. Sendo assim, a prática acaba sendo muito comum e possui um grande prestígio em suas realizações, se transformando muitas vezes em grandes festivais, como é o caso da Vaquejada de Surubim.

 

Se você gostou do nosso texto ou gosta deste tipo de prática de esportes como a Vaquejada continue nos acompanhando para mais novidades.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continue Reading
Faça seu comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Shows

To Top