Connect with us

Neve em Recife: É possível?

Neve em Recife

Turismo

Neve em Recife: É possível?

Neve em Recife: É possível?

Neve em Recife? Será possível nevar em Recife? Dois cientistas, contrariando a teoria de aquecimento global, pois, eles afirmaram que a terra se aproxima rapidamente de um novo período glacial, que começaria a partir de 2014, não sabendo qual o mês exato. Os pesquisadores do Instituto Gazprom VNIIGAZ Vladimir Bashkin e Rauf Galiulin que acreditam que os seres humanos, na realidade, não exercem grande influência nas mudanças climáticas.

Ambos defendem que o planeta está passando por diferentes ciclos de atividade solar, e a próxima fase será marcada por um decréscimo gradual da temperatura até atingir um pico glacial em 50 anos. E os pesquisadores ainda alegaram que o alarde atual em torno das mudanças climáticas é parte de uma conspiração que tem como objetivo de desacelerar o consumo de petróleo, gás e carbono e  controle dos preços desde mercado.

 

Neve em Recife

Neve em Recife 

Apesar de polêmicas, as declarações de ambos os cientistas não representam uma opinião isolada. Pois, no ano de 2013 Jabibula Absusamatov que é o diretor do setor de investigações espaciais do observatório de Pulkovo e também membro da Academia Russa de Ciências, confirmou a previsão de que a temperatura do planeta que irá começar a baixar em 2014,  já no ano 2055 irá alcançar o seu pico de redução.

E caso tudo isso de fato acontecer como o previsto, será possível ter neve em Recife, ou seja, nevar em cidades tropicais como é o caso de Recife. Na última era glacial as temperaturas em grande parte do planeta chegaram a 50 °C negativos. Mas, vale lembrar que todo esse processo será lento e gradual, levando anos para de fato  cair muito a temperatura.

 

O cidade do Recife fez registro de temperatura mínima de 21,0°C, segundo as informações da agência do estado de Pernambuco de Águas e clima APAC. A temperatura mais amena que ocorreu entre 4h e as 5 h e foi causada por uma junção de fatores.

 

A parte do agreste ao litoral esteve sob a influência do sistema frontal. Como o sistema vem de uma região mais fria, sul e do sudeste do Brasil, quando chega na região dá essa queda principalmente na temperatura mínima. Esse sistema meteorológico frontal é uma massa de ar mais fria, que inclusive, ocasionou as fortes chuvas que castigaram as cidades do Agreste e da mata sul. Que dependendo da intensidade da massa, causa essa queda na temperatura.

 

 

 

 

É um período chuvoso, onde se tem muito nebulosidade e nessa época, também cai um pouco a temperatura. O mês de junho a mínima média histórica  para o Recife e região metropolitana é de 21,7 ° C. Vilurdes explica que as temperaturas variam pouco entre as cidades da região, geralmente apenas décimos.  A precisão da APAC indica ainda máxima de 29°C e mínima de 21 °C na região metropolitana do Recife. No fim de semana, segundo a meteorologista as temperaturas devem subir.

 

Segundo a meteorologista do instituto nacional de meteorologia Morgana Almeida ratifica que nos últimos dias a região apresentava temperaturas mais baixas. Nos dias mais nublados tem menos radiação. Tanto que teve época em que o vento  que estava mais forte, principalmente durante a noite, o que aumenta a sensação térmica de frio.

Ainda de acordo com a meteorologista da agência do estado do Pernambuco de Águas e clima Aparecida Fernandes, os modelos de previsão numérica da agência apontam para uma mudança. Ainda segundo ela, a região geralmente recebe um fluxo de ar quente. E recebeu um ar mais frio, do Sul.

Quando eles se encontram, a causa mais instabilidade, mais nebulosidade e chuvas. Por causa disso, poderá ocorrer uma leve diminuição das temperaturas principalmente no sertão e também no agreste, com temperaturas máximas de 25°C e 24°C, respectivamente. O aumento da velocidade do vento faz com que as pessoas tenham sensação térmica de mais frio.

 

Previsão para região metropolitana Recife

A precisão das informações, será maior ao longo da semana, sendo importante observar a previsão do tempo todos os dias para poder se programar. Porque a previsão para a região metropolitana de Recife que é de tempo parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada nas primeiras horas da manhã e da noite, com intensidade fraca. As temperaturas variam entre 30°C e 24°C.

A mesma previsão é válida para a zona da Mata, onde as temperaturas podem variar entre 30°C e 22°C. Já no Agreste, o tempo fica parcialmente nublado, mas, não deve chover ao longo do dia. A temperatura máxima é de 31° C e a mínima é de 18°C.

Na região Sul, estão previstas temperaturas negativas e geadas generalizadas. E além disso, existe possibilidade de neve tanto nas serras gaúchas e catarinenses. E no sudeste, o frio intenso em São Paulo e também no sul e no Sudoeste de Minas Gerais, com possibilidade de geada no estado.

O mesmo deverá acontecer no centro oeste que também tem previsão de geada para o sul do Mato Grosso do Sul. No Norte, as baixas temperaturas devem atingir também o Acre e Rondônia. A onda de frio que avança sobre o país tendo reflexos no estado de Pernambuco. A região metropolitana do Recife deverá registrar a mínima de 21 °C, dois a mais do que a zona da Mata do estado onde pode registrar a mínima de 19°C.

Entretanto, o Agreste deve resguardar a mínima de 14°C, em Guarulhos e a temperatura pode se repetir em Ibimirim, no sertão. Tais informações são da agência no estado do Pernambuco de Águas e clima. A onda de frio no estado do Pernambuco acontece devido a uma frente fria vinda do sul do Brasil. Quando o fenômeno encontrou os ventos fortes, os menores indicadores do estado de Pernambuco , nas cidades de São José do Egito, onde fez 13°C e no município de Ibimirim onde teve o registro de 13°C.

E de acordo com o meteorologista chamado Thiago do Vale da APAC bora a temperatura amena seja comum no inverno, a massa de ar que veio do sul deixou o frio mais consistente desde o início do mês. E nós últimos anos, não sentiram mais este frio intenso por causa de uma massa de ar quente que estava no estado, causando assim as secas.

Também está com mais presença de nuvens o estado e com a umidade mais alta também. E isso faz com que a sensação térmica de frio seja ainda menor. E segundo ele as temperaturas na faixa litorânea e a zona da Mata estão dentro da média registrada no inverno, mas, os ventos do oceano estão fazendo as pessoas que moram dessas duas áreas sentirem mais frio.

Já no ano de 2022 foi apenas o terceiro, desde 1961, que o Brasil viu neve ainda no mês de maio, segundo a série história do Inmet. Onde o fenômeno aconteceu em seis cidades de Santa Catarina e também em duas do Rio Grande do Sul, faltando apenas 35 dias para o inverno.

Antes disso, a cidade de São Joaquim teve registro neve em maio nos dias 06 de 2003, em 25 de maio de 2003, e em 23 de 2007, quando em Bom Jesus também registrou o fenômeno. O mesmo aconteceu em Cambará do Sul em 08 de 2003 e em 23 de 2007.

Teve registro também registro da temperatura mais baixa do Brasil em 2022 em Bom Jardim da Serra. Onde a cidade sofreu com a neve e a chuva congelada e marcou 2,4 °c na madrugada. Mais de cinco cidades de Santa Catarina tiveram neve que foram: Lages, São Joaquim, Urubici, Urupema e Rio Rufino.

O Rio Grande do Sul também tem registro de neve pela primeira vez no ano, no mesmo dia, em Cambará do Sul e também São José dos Ausentes, onde os termômetros marcaram 2 ° C. Trata-se de uma massa polar forte, mesmo para os padrões do mês. Pois, foi causada por uma tempestade subtropical, que aprisionou esse ar gelado  no interior do país. Enquanto esse ciclone não se afastar completamente, o ar irá seguir com dificuldade para escoar para o oceano.

O ar polar se juntou ao Lá Ninã, que tem reduzido as tempestades do oceano pacífico desde o fim do ano, segundo o coordenador do laboratório de climatologia geográfica da UNB Rafael Franca. Isso não significa que esse frio histórico não possa se repetir, porém, se revelou em um evento único, de poucos precedentes.

Como você viu apesar de polêmicas, as declarações de ambos os cientistas não representam uma opinião isolada. Isso porque  no ano de 2013 Jabibula Absusamatov que é o diretor do setor de investigações espaciais do observatório de Pulkovo e também membro da Academia Russa de Ciências, confirmou a previsão de que a temperatura do planeta que irá começar a baixar em 2014,  já no ano 2055 irá alcançar o seu pico de redução. E caso tudo isso de fato acontecer como o previsto, será possível ter neve em Recife, ou seja, nevar em cidades tropicais como é o caso de Recife.

Para saber mais informações sobre neve em Recife, confira em outras matérias aqui no nosso blog!

Continue Reading
Faça seu comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Turismo

To Top