Connect with us

Industrias De Alimentos Em Recife

Industrias De Alimentos Em Recife

Uncategorized

Industrias De Alimentos Em Recife

Industrias De Alimentos Em Recife

Quer saber mais sobre as Industrias De Alimentos Em Recife? Continue lendo o nosso artigo e descubra mais sobre o que são, o que fazem e quais são as indústrias de alimentos na cidade para que você possa entregar o seu currículo, oferecer os serviços de sua empresa ou simplesmente se informar a respeito. Confira:

 

O que é uma indústria de alimento

A indústria alimentícia ou indústria de alimentos é o conjunto das atividades industriais nas quais são produzidos alimentos ou ingredientes para a preparação de alimentos, geralmente em quantidades que precisam ser comercializadas, podendo, em uma definição mais geral, ser considerada parte da indústria alimentícia.

Sua comercialização, por exemplo, se dá através dos supermercados ou fornecedores de alimentos, também  é realizada com a máxima higiene.

Ao analisar as várias atividades industriais relacionadas com a alimentação, podemos considerar: indústrias que produzem alimentos frescos, incluindo matadouros e  empresas que selecionam e embalam hortaliças para venda a retalho; A indústria de conservas, que transforma alimentos frescos em produtos com maior prazo de validade. Indústrias que fabricam produtos utilizados no preparo de alimentos, como e, finalmente, indústrias que produzem   alimentos prontos para o consumo, incluindo  alimentos congelados que podem ser consumidos após aquecimento, como: pizzas, lasanhas, carnes empacotadas, congelados, etc.

Industrias De Alimentos Em Recife

Vale lembrar que não faz muito tempo, em 2019, o Brasil foi o segundo maior exportador de alimentos processados ​​do mundo, com exportações no valor de US $34,1 bilhões. O faturamento da indústria brasileira de alimentos e bebidas em 2019 foi de R $699,9 bilhões, 9,7% do produto interno bruto do país.

Um pouco antes, em 2016, o setor industrial de alimentos e bebidas no Brasil era composto por 34.800 empresas (sem contar panificadoras), grande número delas em sua maioria de pequeno porte.

Essas empresas empregam mais de 1.600.000 trabalhadores e fazem da indústria de alimentos e bebidas o maior empregador da indústria manufatureira. Existem cerca de 570 grandes empresas  no Brasil, que concentram boa parte do faturamento total do setor.

 

As 50 maiores são: JBS, AMBEV, Bunge, BRF, Cargill, Marfrig,LDC do Brasil, Amaggi, Minerva Foods, Coca Cola Femsa, Aurora, Vigor, M.Dias Branco, Camil, Solar.Br, Granol, Caramuru Alimentos, Bianchini, Copacol, Citrosuco, Três Corações Alimentos, Itambé, Ajinomoto, Algar Agro, Piracanjuba, Vonpar, Agrex, Frimesa, GTFoods Group, Grupo Simões, Elebat Alimentos, Garoto, Pif Paf Alimentos, J.Macedo, Frigol, Josapar, Olfar Alimento e Energia, Embaré, Alibem, Dália Alimentos, Asa Participações, Cacique , Frisa, Arroz Brejeiro, Gomes da Costa,  Pamplona, ​​​​​​Moinhos Cruzeiro do Sul, Better Beef, SSA Alimentos  e Correcta

 

Vale lembrar que tudo o que consumimos, desde os alimentos que ingerimos aos talheres que utilizamos, são produtos produzidos por diversas indústrias alimentares ou não alimentares.

 

Esta é uma verdade absoluta dentro da economia de um país e costuma haver muito debate sobre o assunto. As indústrias são questões extremamente importantes para a sociedade, pois todas as atividades visam transformar matérias-primas em algum tipo de bem de consumo com a ajuda de máquinas ou recursos de processamento.

 

O processo de produção em uma fábrica de alimentos reúne recursos tecnológicos (materiais, máquinas e equipamentos), recursos humanos (trabalhadores, consumidores e clientes) e informações (necessidades, demandas e demandas) que podem agregar valor e se tornar elementos essenciais para essa sobrevivência humana.

 

Cada empresa trabalha de maneira diferente e precisa de padrões específicos. Portanto, é importante entender como o setor de alimentos funciona e se organiza  para desenvolver  melhores estratégias.

 

Em 2012, o crescimento das vendas e da produção física no setor de alimentos foi de 3,2% e 3%, respectivamente, segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA).

 

Esse faturamento de R$ 922,6, foi 16,9% a mais  do valor apurado em 2020, mostra como os mercados ganham mais fôlego no pós-pandemia, mesmo olhando  os números, esses valores representam 10,6% do PIB estimado para 2020 com o número de funcionários de , aumento de 1,2%, um total de 1,72 milhão de pessoas ou 21.000 novos empregos em 2021.

 

Vale lembrar que uma indústria de alimento não é como as outras, tem de cativar os seus consumidores enquanto realiza uma produção baseada em requisitos de higiene e boas práticas de mercado, ajuda a perceber um pouco melhor a lógica destas operações, neste caso são :

 

  • Indústrias que preparam alimentos frescos: incluindo matadouros e empresas que classificam e embalam vegetais para venda a retalho;
  • Indústria de conservas: que transforma alimentos in natura em produtos com maior prazo de validade
  • Indústrias que produzem alimentos prontos para consumo: incluindo  alimentos congelados que podem ser consumidos após aquecimento, como já citamos acima.

 

Uma indústria nesta área inclui todas as empresas envolvidas na conversão de matérias-primas alimentares, bem como  bebidas, embalagem e distribuição. alimentos embalados ;bebidas alcoólicas, refrigerantes e diversos outros produtos.

 

Conforme mencionado anteriormente, este setor é dividido em dois grandes segmentos, manufatura e  distribuição: o primeiro caso inclui o processamento de todos os bens destinados ao consumo humano, incluindo a fabricação de carnes, queijos, alimentos embalados, laticínios e bebidas alcoólicas.

Sabemos que o processamento de alimentos, por exemplo, é um grande alvo de críticas, porém a alimentação representa, sem dúvida, um tema de destaque na atualidade, seja no âmbito governamental, científico ou social, cultural e socioeconômico.

 

.Por isso é importante dar voz a outra versão dessa história e trazer à tona o que não está em destaque para que a sociedade se decida.

 

Outro ponto de vista sobre as vantagens que a indústria alimentícia oferece diz respeito à praticidade e conveniência. Sem dúvida, o processamento de alimentos tornou-se parte integrante da vida moderna. Inovação para atender diferentes necessidades, como B. Necessidades dietéticas específicas, alimentos adaptados ao tempo disponível para preparação culinária e para a realização das  refeições, produtos que correspondam às suas crenças e  valores éticos e sociais, produtos para consumo em viagem, etc.

 

Segundo o relatório Euromonitor 10 Principais Tendências Globais de Consumo 2020, o conforto é um dos grandes temas do ano no mais amplo espectro de consumo, desde informação,  mobilidade e alimentação até tecnologia e inteligência artificial.

 

Além disso, segundo o estudo “Tendências Alimentares Brasil 2020” de 2010, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e ITAL,  conveniência e praticidade já estão no topo das tendências de consumo de alimentos, apontadas por 34% dos consumidores brasileiros.

 

Outro ponto de vista sobre as vantagens que a indústria alimentícia oferece diz respeito à praticidade e conveniência. Sem dúvida, o processamento de alimentos tornou-se parte integrante da vida moderna. Inovação para atender diferentes necessidades, como as necessidades dietéticas específicas, alimentos adaptados ao tempo disponível para preparação culinária e para a realização das  refeições, produtos que correspondam às suas crenças e  valores éticos e sociais, produtos para consumo em viagem, etc.

 

Segundo o relatório Euromonitor 10 Principais Tendências Globais de Consumo 2020, o conforto é um dos grandes temas do ano no mais amplo espectro de consumo, desde informação,  mobilidade e alimentação até tecnologia e inteligência artificial.

 

Além disso, segundo o estudo “Tendências Alimentares Brasil 2020” de 2010, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e ITAL,  conveniência e praticidade já estão no topo das tendências de consumo de alimentos, apontadas por 34% dos consumidores brasileiros.

 

 

Entre as maiores empresas globais neste ramo podemos citar:  Coca-Cola, Pepsico, Nestlé, Danone e Asahi, muitas das quais possuem fábricas ao redor do mundo  para atender os mercados nacionais de seu segmento quando se trata de substâncias tóxicas e gases  que são usados ​​para cozinhar, processar e refrigerar esses produtos são gerados durante a fabricação que são usados ​​para cozinhar, processar e resfriar esses produtos, de acordo com a ANVISA, esses gases podem ser altamente perigosos, tóxicos, inflamáveis ​​ou ambos.

 

Confira agora uma lista com as principais opções de indústrias de alimentos no Recife e os seus respectivos endereços

 

Lista de principais Industrias De Alimentos Em Recife

  • PESSOA DE MELLO INDUSTRIA E COMERCIO S A

Fina localizada na Rua Brum, 137 no RECIFE, PE e é responsável pela fabricação de açúcar em bruto.

 

  • CAFE PETINHO (MOINHO PETINHO INDUSTRIA E COMERCIO LTDA)

Tem sede na Rua Vinte e Um de Abril, 968 no RECIFE, PE é uma empresa responsável pela torrefação e moagem de café.

 

  • SUPER NORDESTE (ATACADAO COMERCIO DE CARNES LTDA)

Indústria de comércio varejista de carnes – açougues. Fica no Estrada dos Remédios, 147 RECIFE, PE

 

  • HORTCLEAN (SPBRASIL ALIMENTACAO E SERVICOS LTDA.)

Fica na Avenida Governador Agamenon Magalhães, 4775 em RECIFE, PE e é responsável pelo fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para empresas de todo o estado.

 

  • RECIBOM (SUPERMERCADO PRAZERES LTDA)

A sede fica na  Rua Conde de Irajá, 632 no RECIFE, PE.  E a RECIBOM é um comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios – supermercados.

 

  • DIVINA SUNDOWN (DIVINA DISTRIBUIDORA DE VITAMINAS NATURAIS SUNDOWN REXALL DO BRASIL LTDA)

Fica na Avenida Marechal Mascarenhas de Morais, 5855 em RECIFE, PE e é responsável pela fabricação de alimentos dietéticos e complementos alimentares.

 

Gostou do nosso texto explicando um pouco sobre a indústria de alimentos, sua importância para a economia, os tipos de alimentos que elas produzem e as iIndustrias De Alimentos Em Recife? Para mais conteúdos, siga!

 

 

 

 

 

 

Continue Reading
Faça seu comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Uncategorized

To Top